As questões que colocamos quando não existia um plano, 48h depois foi aplicado um plano de contingência em Esposende

1.Foi feito o reforço dos stocks de materiais de higienização como gel desinfetante para as mãos ou toalhetes, existem em todos os serviços e equipamentos municipais?
2. Foi feito um reforço da limpeza dos serviços e equipamentos municipais?
3. Foram afixados nos diversos espaços informação prática sobre autoproteção individual?
4. Estão definidos os recursos humanos mínimos para cada uma das áreas prioritárias e assegurar linhas de substituição?
5.  Na eventualidade de um período crítico está assegurada uma “reserva estratégica” de bens ou produtos cuja falta possa comprometer o exercício das atividades essenciais e prioritárias?
6.  A câmara municipal de Esposende referiu que o Albergue de São Miguel de Marinhas registou, em 2019, a passagem de 7127 peregrinos, que medidas vão ser tomadas nesse espaço?
7.  A câmara municipal de Esposende referiu que o Centro de Informação Turística local registou, em 2019, uma afluência de 4790 visitantes, que medidas vão ser tomadas nesse espaço?
8. A câmara municipal de Esposende referiu que o Centro Interpretativo de S. Lourenço teve, em 2019, a visita de 11.363 pessoas, que medidas vão ser tomadas nesse espaço?
9.  Quem são os responsáveis estratégicos pelo Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Esposende, a informação que consta no site planos.prociv.pt é a que vigora atualmente?

Plano de contingência para o novo Coronavírus Covid-19, elaborado pela Câmara Municipal de Esposende

  1. A suspensão da atividade das Piscinas Municipais Foz do Cávado-Esposende e Piscinas de Forjães;
  2. A suspensão da atividade nos equipamentos desportivos municipais, à exceção de treinos e competições oficiais para equipas e atletas federados, mediante indicação das respetivas associações ou federações, bem como as atividades curriculares habituais. Nos treinos e competições está interdita a assistência de público;
  3. A suspensão de todas as atividades e eventos promovidos pelo Município de Esposende, ou promovidos em articulação com outras entidades, designadamente Juntas de Freguesia, empresas municipais, IPSS, Associações e outras;
  4. A suspensão de todas as atividades desenvolvidas em espaço público municipal e em equipamentos municipais, nomeadamente no Auditório Municipal, Centro de Informação Turística, Fórum Rodrigues Sampaio, Auditório da Biblioteca Municipal e Sala Polivalente da Casa da Juventude;
  5. Não são autorizadas deslocações em serviço para fora dos limites administrativos do concelho, incluindo atividades de formação;
  6. O condicionamento do acesso ao Mercado Municipal a um número restrito de pessoas, em simultâneo, bem como à Feira Quinzenal de Esposende, promovendo-se ações de sensibilização visando a segurança das pessoas;

Pelos vistos perguntar por um Plano de Contingência incomodou o Presidente, falta saber se por pedir ou por não o ter na altura publicado? Agora estamos numa fase onde devemos estar todos unidos e enfrentar um problema grave. Mais tarde na altura própria e no local certo as coisas serão esclarecidas.